(Quase) todos os surfistas têm um nômade digital dentro de si

Viver viajando, trabalhando e surfando não é tão fácil, mas a família Paskowitz provou ser possível. Como seria esse estilo de vida hoje em dia?

Publicada em: 27/09/2021 10:24:58


Em um mundo ideal, surfistas estão na praia todos os dias e as contas se pagariam sozinhas. Mas a realidade não é bem essa, o que faz muitos abdicarem do esporte que amam e deixarem apenas para os fins de semana. 

Mas e se desse para viver do surf? Bom, é possível, e você não precisa ser o Gabriel Medina, “basta” ser um nômade digital.

Esse estilo de vida está em ascensão, principalmente após a pandemia, em que as instituições precisaram se adaptar ainda mais ao digital. Assim, após experimentarem as maravilhas (e as dores também) do trabalho remoto, as pessoas passaram a optar por esse estilo de vida. 

Entenda mais no que consiste o conceito de nômade digital e quais são as vantagens para os surfistas.

O que é um nômade digital?

Um nômade digital, como o próprio nome já dá o spoiler, se trata de uma pessoa que trabalha remotamente e não possui uma base fixa de moradia. Assim, ele escolhe onde viverá durante aquele período e deixará o local quando quiser.

A relação do nomadismo digital com o surf:

Pode não parecer tão óbvio, mas o estilo de vida do nomadismo digital é exatamente o que muitos surfistas querem, mas ainda não sabem disso. 

1- Localização

Seguindo esse lifestyle, as suas únicas preocupações quanto ao local são a qualidade da internet e do swell. Assim, você pode escolher os melhores picos de acordo com as épocas do ano e se planejar para aproveitar o melhor de cada local, enquanto trabalha. 

2- Rotina

O mar não está com as condições perfeitas todos os dias. Por que não planejar reuniões e incluir mais tarefas para os dias em que o mar está flat?

3- Hábitos mais saudáveis

A rotina ultra atarefada pode trazer efeitos contrários aos que são esperados pelas empresas. Enquanto as companhias esperam criatividade e produtividade, é comum que com o dia a dia intenso você tenha bloqueios criativos e sinta um cansaço acumulado e contínuo. 

Mas, a partir do momento que você viaja, vê novos lugares, convive com novas pessoas e faz o que ama, a sua mente está sendo exercitada de forma mais saudável. 

Família Paskowitz: 

A família Paskowitz é o melhor exemplo para esse assunto. Dorian - ou Doc - Paskowitz tinha uma vida considerada perfeita. Nasceu no Texas, se formou em Medicina em Stanford. Fazia também trabalhos de salva vidas na Califórnia e durante os intervalos aproveitava para surfar. Fez sucesso com as meninas e se casou duas vezes. 

Até aí, nada de diferente da maioria das pessoas. Mas a sua vida dá uma verdadeira reviravolta quando ele conhece Juliette, sua 3a mulher. Já casado com ela, Doc tem seu dia de querer jogar tudo para o alto e viver viajando. Mas eles de fato vão. Se tornam uma família nômade, têm 9 filhos (8 homens e 1 mulher), surfam todos os dias e vivem a tão sonhada liberdade. 

Foram 25 anos nesse estilo de vida. A longa trajetória os fez ficar conhecidos como a primeira família do surf. 

A vida perfeita durou até os 23 anos do primeiro filho, que começou a se destacar no esporte e ganhar prêmios. A partir desse momento, todos fizeram a escolha de adotarem outros estilos de vida, fazendo o modelo entrar em colapso. 

Dorian morreu em 2014 com 93 anos. Juliette em 2021, com 89. Os filhos, que nunca pisaram em uma escola, se tornaram cineastas, artistas, músicos e deram 17 netos aos pais!



E aí, curtiria uma vida assim? 

Publicada em: 27/09/2021 10:24:58

Meio da Barra

quinta-feira - 02/12/2021
VELOCIDADE
2.72 kts
DIREÇÃO

ÁGUA
23º
TEMPO
23º

SEJA PREMIUM

Tenha acesso a cameras exclusivas, conteúdos e ao nosso alerta de swell.

ASSINE JÁ